A viagem revela de que modo as manifestações populares portuguesas se expressam na modernidade, dando origem a novos significados. O espetáculo interpreta a história cotidiana e a influência da dança e da música portuguesas na cultura brasileira a partir da residência de Filipa e seus colaboradores no Rancho Casa de Viseu. A viagem, que teve estreia mundial na programação de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura/Fundação Cidade Guimarães, já passou por diversos países.

Filipa Francisco, vinculada à associação cultural portuguesa Materiais Diversos, estudou na Escola Superior de Dança, na Companhia de Dança Trisha Brown e no Lee Strasberg Institute. Assina coreografias desde 2000. Coordenou em Lisboa, ao longo de 2007-08, o projeto NU KRE BAI BU ONDA, de formação e criação em dança. Em 2005-06 participou no Rio e em Lisboa dos Encontros, projeto colaborativo pioneiro entre a dança e a performance portuguesas, apresentado no Panorama e no alkantara festival.

ESTE PROJETO FAZ PARTE DO ANO PORTUGAL NO BRASIL.

Concepção e direção artística: Filipa Francisco Assistência de direção artística: Pietro Romani Interpretação: Antonia Buresi, David Marques e Rancho Casa de Viseu Direção musical e música original: António Pedro Músicos: António Pedro e Tocata do Rancho Casa de Viseu Figurinos: Ainhoa Vidal Desenho de luz e direção técnica: Mafalda Oliveira Desenho de som: Ricardo Figueiredo Produção e difusão: Materiais Diversos Coprodução: Mundo em Reboliço, Festival Materiais Diversos, Guimarães 2012 – Capital Europeia da Culturas e Teatro Virgínia Agradecimentos: alkantara festival, RE.AL, Rancho Folclórico “Os Camponeses” de Riachos, Grupo Folclórico da Corredoura, os Malmequeres de Lourosa, Rancho Folclórico e Etnográfico de Terras de Santa Maria e Gefac Patrocínio: Governo de Portugal/Secretário de Estado da Cultura – Direção Geral das Artes

Apoio de turnê: Governo de Portugal/Secretário de Estado da Cultura – Direção Geral das Artes.

Apoio à apresentação: alkantara no âmbito do Ano Portugal no Brasil.