Project Description

Finita: feminino singular de “finito”, aquilo que tem fim ou limite. Desenvolvido nos últimos dois anos, o novo solo de Denise Stutz teve como ponto de partida uma carta enviada por sua mãe. Com essa inspiração, ela utilizou a arquitetura cênica do teatro para elaborar o conceito de perda e trabalhar os temas do envelhecimento e da ausência sob a perspectiva da dança. O processo do trabalho foi publicado no blog: http://denisestutz.wordpress.com/.

Denise Stutz começou seus estudos de dança em Belo Horizonte (MG). Em 1975, junto com outros dez bailarinos, fundou o Grupo Corpo. Trabalhou com a coreógrafa Lia Rodrigues como bailarina, professora e assistente de direção. Há mais de dez anos concebe e interpreta as próprias obras, com grande circulação nacional e internacional.

Texto, direção e interpretação: Denise Stutz
Colaboração: Laura Samy e  Clara Kutner
Iluminação: Daniel Uryon
Som: Luciano siqueira
Músicas:  J.S.Bach (Prelúdio e Fuga em dó maior), Tchaikovsky (Quebra-Nozes) e Ray Noble e Al Bowlly (Midnight whit the stars and you)
Apoio: Casa da Gloria

Agradecimento muito especial  a Felipe Ribeiro, Lucía Russo, Marcela Levi, Emanuel Aragão, Fernanda Felix, Miwa Yanagizawa, Camila Márdila, Guilherme Stutz, Pedro Coelho,  Renato Mangolin, Adriana Penatti, Leysa Vidal, Beatriz Radunski, Isabel Penoni e Espaço Sesc Copacabana.